Curto sem medo

Coragem e inspiração são as chaves para deixar os fios longos no passado e abraçar os comprimentos da vez

 

AUMENTE O VOLUME

As crespas e cacheadas devem investir no corpo natural dos fios, abrindo mão de alguns centímetros. Camadas calculadas e corte arredondado ajudam a levantar a raiz e levar o cabelão às alturas. 

 

capa1

 

MÉDIO SHAGGY

O corte certinho e geométrico dá espaço para esta versão cheia de balanço. O comprimento é o mesmo, e alcança no máximo o osso da saboneteira. Já a finalização é outra: as pontas desfiadas deixam o cabelo com ondulação e com aquele ar bagunçado despretensioso. 

 

Foto Tiago Chediak

 

CORTE RADICAL

Boa inspiração para quem está em transição capilar: os curtíssimos estão em alta. As versões geométricas, ao estilo da cantora Grace Jones, bem anos 80, são boas pedidas. As laterais baixas e o topo esculpido criam um shape quadrado. Supermoderno!

 

Foto Tiago Chediak

 

 

FRANJA SALVA-VIDAS

Quer um cabelo “joãozinho”, mas falta coragem? Tente o styling com franja longa até a altura da ponta do nariz (no máximo). Com ela são possíveis muitas variações: para o lado traz um ar masculino. Um toque de pomada nos fios cria o topete punk da foto. Para a frente, o look é sofisticado e sexy.

 

Foto Tiago Chediak

 

 

Fotos Tiago Chediak

Edição Vânia Goy

Beleza Celso Kamura

Styling Fernanda Ary